quarta-feira, 17 de agosto de 2016

            
Cyber PR

It's mid-August! The season for fall release prep! 

While much of the media is kicking back on vacation and you're putting the finishing touches on your upcoming release, now is the time to be thinking through the execution of your perfect PR strategy for the music you want to put out next. 

If you've done your own PR in the past then you know how just how much precious time can be wasted gaining futile results.
That's why I've put together the Cyber PR Music PR Checksheet. It's a three part checksheet designed to help YOU remain organized and focused as you execute your own PR efforts.

An Informed Strategy = Effectiveness. 
Click the graphic below to download the spreadsheet as a PDF!

Screen_Shot_2016-08-16_at_4.03.40_PM.png


Arnaldo Garcez - Fine Art.
Arnaldo Garcez is an artist born in Manaus , Amazon who is developing his trajectory through the plastic language since 1977.
He moved to Rio de Janeiro in 1979 where he studied drawing, painting and gravure in the School of Visual Arts - Parque Lage.
He traveled to Europe, Germany, where he made researches on expressionism and lithography in 1983.
Currently he develops a research work with natural pigments as well as makes exhibitions in various capitals: Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília , Manaus, Lisboa and New York , where he is a member of Ward Nasse Gallery on Soho .
His paintings have been part of the scenario of many soap operas of TV Globo (leading network in Brazil), such as :"Cheias de Charme", "Passione'',"Beleza Pura'', ''Páginas da Vida'', “America”, “Senhora do Destino’’, “Da cor do Pecado” and “Mulheres Apaixonadas”.
Arnaldo Garcez is one of the top representatives of plastic arts in the Amazon state.


www.miguelpenha.com.br
View this email in your browser

Miguel Penha, artista plástico

www.miguelpenha.com.br

Agosto,2016


 

o Cumbaru florido
acrílico sobre lona, 65x40cm.


adquirindo a tela recebera esticada no chassi, com assinatura na parte traseira da tela, a vista com desconto

de r$ 1800,00 por r$ 1650,00 
 



Aricá florido
acrílico sobre lona, 65x40cm.


adquirindo a tela recebera esticada no chassi, com assinatura na parte traseira da tela, a vista com  desconto

de r$ 1800,00 por r$ 1650,00 
 




Sucupira florida 
acrílico sobre lona, 65x40cm.


adquirindo a tela recebera esticada no chassi, com assinatura na parte traseira da tela, a vista com desconto

de r$ 1800,00 por r$ 1650,00 
 
Sobre 
Nasci na beira do rio Cuiabá/MT, meu pai era um índio boliviano da etnia Xiquitano minha mãe filha de índia Bororo com Português, meu primeiro contato com a natureza foi onde nasci e cresci com meus pais e  irmão: tomando banho de rio, caçando pescando plantando a roça e coletando frutos do Cerrado, porém aos 9 anos de idade em 1970 meu pai decide dar-me para adoção  para o casal Sr. Djalmir  Sra. Regina Bessa.
Passei a conviver com os pais adotivos em , e, em 1979  Sr. Bessa começou a trabalhar no comercio de  antiguidades e leiloes de arte em Brasília/DF, foi nessa época que conheci obras de vários pintores brasileiros como Antônio Parreiras, Manuel Santiago, Di Cavalcante, Alfredo Volpi entre outros.
​Em 1984 eu com 23 anos, resolvo retornar para mato grosso, minha terra natal e vou morar em Chapada dos Guimarães, logo sou influenciado bela beleza e força do cerrado minha pintura começa a tomar outra direção, saindo do surrealismo para um naturalismo espontâneo que acontecia de acordo com as minhas vivencias diária com a natureza.
Nos anos seguintes de 1987 a 2006 fiz uma séries de viagens em busca das minhas raízes por várias nações indígenas: Bakairi, Xavante, Caiapó e Krahô, me aprofundando cada vez mais no conhecimento da natureza, árvores, plantas medicinais e construções tradicionais indígenas, volto para Chapada dos Guimarães  e começo assumir a pintura de forma  profissional.
​Em 2008 caso com a Fabíola Mesquita, uma filósofa que apaixonada pela arte começa a trabalhar comigo, e começo a me inteirar mais da arte, pelo fato de eu não pertencer a uma escola acadêmica, sendo autodidata comecei a estudar a pintura, em  2015 viajo para Madri na Espanha, e faço uma imersão na Academia de Pintura DeCinti Villalon, ao visitar Arco Madri conheço os trabalhos de David Hokney, e passo a sofrer uma influenciado pelo seu trabalho, introduzindo  na minha paleta novas cores e vários tons magenta.
Vejo meu trabalho como novo naturalismo, as imagens retratadas são recordações  da infância, de lugares por onde passei,  e o local onde vivo, pra  mim é  um constante retorno a natureza enquanto preservada, pura e equilibrada.
Curtir
Tweet
Enviar para um amigo

Nenhum comentário:

Postar um comentário