sábado, 13 de outubro de 2012

Porque as vezes eu faço sol, mas hoje eu "tô" chovendo.




 
October 15, 2012
Tokyo, Japan
The 2012 Brazil Economic Conference will provide updated and useful information on the recent evolution and current scenario of the Brazilian economy and will introduce new frameworks of long-term finances in order to attract more investments from Japan to Brazil.

The conference will also bring together entrepreneurs from different segments and personalities from the private and public sectors to create new business and networking opportunities.

Speakers Include:

Osvaldo Kawakami, President, CCBJ

Takao Omae, Counselor, Mitsui & Co. Ltd. & Chairman, Subcommittee, Japan-Brazil Economic Committee, Keidanren

H.E. Marcos Bezerra Abbott Galvão, Ambassador, Embassy of Brazil

Alexandre Tombini, President, Central Bank of Brazil

Jorge Fontes Hereda, President, Caixa Econômica Federal

Luciano Coutinho, President, The Brazilian Development Bank (BNDES)

Joaquim Levy, President, Bradesco Asset Management (BRAM)

Almir Barbassa, CFO, Petróleo Brasileiro S.A. - PETROBRAS

Yoshihiko Morita, President, JOI

Hiroshi Watanabe, CEO and Executive Managing Director, JBIC

Yasushi Aoki, General Manager, Raw Material Div. 1, Nippon Steel Corporation

Luiz Eduardo Melin, Managing Director, The Brazilian Development Bank (BNDES)

Koichi Yajima, Managing Executive Officer, Global Head of Energy, Natural Resources and Environment Finance Group, JBIC

Shingo Sato, Operating Officer, Infrastructure Projects Business Unit, Mitsui & Co. Ltd.

Julio Ramundo, Managing Director, The Brazilian Development Bank (BNDES)

Noriyoshi Torigoe, Executive Officer of the Americas, JBIC

Fumio Hoshi, COO, Senior Managing Director, JBIC



PT vai administrar para uma população de 1,8 milhões de goianos
As políticas de inclusão social, de desenvolvimento econômico com geração de emprego, distribuição de renda e de fortalecimento do mercado interno foram aprovadas pelos eleitores que foram às urnas neste domingo, 07.
Este ano o número de prefeitos eleitos pelo Partido dos Trabalhadores no Brasil aumentou 14% em relação a 2008, indo de 550 para 628. No estado de Goiás o crescimento foi acima da média nacional, foi de 41%. O PT em Goiás triplicou sua votação nestas eleições e alcançou o primeiro lugar no ranking de partido mais votado nas eleições de 2012, atingindo a marca de 675 mil votos. São 17 prefeituras, distribuídos por todas as regiões do estado, isso representa uma população de 1,8 milhões de goianos administrados pelo o PT, ou seja, mais de 30%.
Para Rubens Otoni além do crescimento numérico, a conquista de espaços também é um grande ponto positivo. "É um resultado expressivo também pelos espaços políticos que nós conseguimos ocupar nesta eleição", aponta o parlamentar. Ao conquistar cidades estratégicas como Goiânia, Anápolis, Valparaíso, Cidade de Goiás, Ceres e Silvânia o PT vai mais do que governar para 1,8 milhões de goianos. Estará à frente de prefeituras que detém uma influencia direta em suas regiões.