sexta-feira, 20 de julho de 2012

Somos damas, somos dramas, acostumem-se.


The White House

 
Remembering the Victims of the Aurora, Colorado Shooting
President Obama honors the victims of the tragedy in Colorado, those who knew and loved them, and those who are struggling to recover.
Watch the President's weekly address
Stay Connected



Final do qualifying do Circuito Mundial de Tênis Feminino do Interior Nextel terá 12 brasileiras
A tenista Ana Helena de Moraes Pinto venceu a brasileira Suellen Abel por 6/4, 6/4

São José do Rio Preto (SP) – Doze brasileiras, uma mexicana e uma suíça se classificaram para disputar as finais do qualifying da segunda etapa do Circuito Mundial de Tênis Feminino do Interior Nextel, realizado no Harmonia Tênis Clube. As partidas acontecem a partir das 10 horas deste domingo com entrada gratuita.
                O sábado de sol contribuiu para disputas acirradas, como o jogo entre as brasileiras Laura Cardone e Gabriela Angelin Alves. Com parciais de 6/1, 5/7 e 6/1 Laura conquistou a vaga na final. Amanhã ela enfrenta Beatriz Maria Martins Cecato.
                Para Isabella Capato Camargo, que venceu a também brasileira Laís Aparecida Branco Zancheta por 6/1, 6/1, não há jogo fácil no Circuito. “As competidoras tem um excelente nível técnico. Todas são fortes, o que exige muito de todas nós”, afirma. Isabella enfrenta neste domingo a brasileira Flávia Guimarães Bueno.
                Em uma partida com parciais de 6/4, 4/6 e 6/0 a mexicana Ivette Lopes venceu a brasileira Juliana Rocha Cardoso. “Precisei controlar muito o lado psicológico e correr bastante durante a partida. Foi um jogo muito corrido, mas consegui muitos pontos de saque”, diz a mexicana.
                O Circuito Mundial de Tênis Feminino do Interior Nextel oferece premiação total de US$ 25 mil e é válido pelo ranking mundial de profissionais da Associação Feminina (WTA). O Circuito é um dos mais importantes torneios femininos disputados este ano no Brasil com a participação de cerca de 70 atletas de grandes potências como Estados Unidos, Argentina, Áustria e Espanha. As competições seguem até o próximo domingo, dia 29.
                Com apoio da Lei Paulista de Incentivo ao Esporte, através do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, o Circuito tem patrocínio da Nextel e apoio da Guarani e Riachuelo e BMW.
                Acompanhe as disputas deste domingo:
                Flávia Guimarães Bueno (Bra) x Isabella Capato Camargo (Bra)
                Daiana Negreanu (Rou) x Natasha Mayumi Tomishima (Bra)
                Liz Tatiane Koehler Bogarin (Bra) x Alory Regina Elorriaga Pereira (Bra)
                Beatriz Maria Martins Cecato (Bra) x Laura Cardone (Bra)
                Luciana Sarmenti (Arg) x Ana Helena de Moraes Pinto (Bra)
                Marcela Guimarães Bueno (Bra) x Sabrina dos Reis (Bra)
                Marina Danzini (Bra) x Rafaela Francisquiny (Bra)
                Stephanie Theiler (Sui) x Ivette Lopez (Mex)
 Serviço
Circuito Mundial de Tênis do Interior Nextel
De 21 a 29 de julho de 2012 a partir das 10h
Harmonia Tênis Clube – São José do Rio Preto 
Entrada gratuita

Brasil é citado como referência no relatório anual da Unaids
19/Julho/2012 - Brasil é citado como referência no relatório anual da Unaids;“O acesso universal ao tratamento antirretroviral é uma política de Estado no Brasil. E nada teria acontecido sem o Sistema Único de Saúde (SUS)”, afirmou o diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Dirceu Greco, durante divulgação do relatório anual do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), ocorrido na última quarta-feira,18.

O documento deste ano, que apresenta os novos dados da epidemia em todo o mundo, mostrou que, embora o financiamento internacional para o combate ao HIV/aids continue no mesmo patamar desde 2008, houve aumento de 11% nos investimentos domésticos dos países em desenvolvimento. Considerando o período de 2006 a 2011, o crescimento chega a 50%. “É um dos relatórios mais positivos que apresentamos nos últimos tempos”, afirmou o coordenador residente da ONU no Brasil, Jorge Chediek, referindo-se aos avanços na cobertura e na distribuição de antirretrovirais, principalmente nos países de baixa e média renda.
De acordo com o coordenador da Unaids no Brasil, Pedro Chequer, o Brasil é pioneiro na questão do acesso universal ao tratamento e serviu de inspiração a vários países em desenvolvimento.“O Brasil, desde os anos 90, contrariando a visão do Banco Mundial, adotou essa postura. Acreditamos que vamos alcançar o acesso universal até 2015 e parte dessa vitória é do Brasil”, elogiou.
Pedro Chequer destacou que 8 milhões de pessoas estão em tratamento atualmente em todo o mundo, enquanto, em 2003, eram apenas 400 mil.“Na África do Sul, foram mais de 300 mil novos pacientes em 2011, somando 1,7 milhão de pessoas em terapia naquele país. Isso é o dobro do que 2009”, disse.
Segundo o coordenador da Unaids, outra perspectiva do programa é chegar em 2015 praticamente sem nenhuma nova infecção em crianças.“Costumo dizer que existe, sim, um tipo de vacina para a aids: é a utilização de medicamentos antirretrovirais como profilaxia para gestantes infectadas pelo HIV para evitar a transmissão vertical, o que o Brasil também tem feito, há muito tempo”.
O País também foi mencionado no relatório com relação à política de medicamentos. Segundo o documento, de 2007 a 2011, o Brasil economizou 97 milhões de dólares, com a diminuição do custo de aquisição do medicamento efavirenz, que foi licenciado compulsoriamente em 2007.
“O Brasil fabrica 10 dos 21 antirretrovirais distribuídos atualmente pelo SUS. Vale destacar que o custo, por paciente, dos medicamentos importados, protegidos por patentes, é muito maior do que os aqui fabricados”, afirmou Dirceu Greco.
O diretor do Departamento disse também que, mesmo com o alto investimento – o orçamento de 2011 foi de R$ 1,2 bilhão – para controlar a epidemia de aids ainda há diversos desafios. Um deles é expandir o acesso ao diagnóstico.“Estima-se que 250 mil pessoas no Brasil não saibam ou nunca fizeram o teste de HIV. Diagnosticar essas infecções é um passo fundamental para o controle da transmissão. Para isso, mais de 2 milhões de testes rápidos foram distribuídos em 2011. Sabendo do diagnóstico, as pessoas receberão os cuidados de saúde necessários e o tratamento em tempo adequado”.
(Portal Saúde)


Candidatos à Prefeitura de Anápolis participam de primeiro debate
19/Julho/2012 - Candidatos à Prefeitura de Anápolis participam de primeiro debate;O candidato à reeleição à prefeitura de Anápolis pela Coligação A Força do Trabalho  (PT, PMN, PMDB, PP, PTB, PRP, PSB, PR, PTN, PRB, PCdoB, PSC e PPL), Antônio Gomide, venceu o primeiro debate contra seus adversários Wilson de Oliveira (DEM), Elismar Veiga (PPS) e José de Lima (PDT), promovido pela Rádio São Francisco. O evento aconteceu na última quarta-feira, 18, na Câmara Municipal de Anápolis e contou com a presença do deputado federal Rubens Otoni (PT).

A disputa teve início com a apresentação do plano de governo de cada candidato. Gomide  apresentou propostas nas áreas de saúde, emprego, educação, segurança e habitação e citou ações já implantadas na sua gestão como a Nota Fiscal Eletrônica e o Portal da Transparência. Gomide destacou ainda os incentivos dados ao comércio e também às indústrias no município e falou sobre os programas sociais desenvolvidos em Anápolis voltados para a qualificação profissional.
No terceiro e quarto blocos Gomide foi questionado sobre as propostas para melhorar e ampliar o Hospital Municipal de Anápolis e sobre os investimentos voltados para a geração de emprego. Ao responder o primeiro questionamento Gomide citou o que já foi feito na atual gestão como compras de equipamento e novos veículos, contratação de novos profissionais, reforma e construção de postos de saúde, implantação e criação de programas voltados para a saúde da população.
Quanto aos investimentos para a geração de emprego Antônio Gomide garantiu que pretende continuar com os programas sociais voltados para a qualificação da mão de obra que oferecem cursos gratuitos a toda população. Mencionou também os investimentos feitos em infraestrutura e os incentivos voltados para o comércio e a indústria.
A fórmula do programa permitiu que no quinto bloco os candidatos fizessem perguntas de tema livre entre si com direito a réplica e a tréplica. Neste bloco, Gomide informou sobre a aprovação de contas da Prefeitura de Anápolis. “Isso mostra a transparência e a responsabilidade com que trabalhamos na nossa gestão. É a prova que a população pode confiar no nosso trabalho”, enfatizou o candidato petista à reeleição.
(Assessoria de Comunicação coligação A Força do Trabalho; edição: assessoria de Comunicação deputado Rubens Otoni)