sábado, 12 de março de 2011

" O prazer de fazer o bem, é maior do que recebê-lo." [ Epicuro ]

SECOM - Secretaria de Comunicação Social do Governo Federal Sobre a Secom



Educação profissional receberá recursos para assistência estudantil.




Benefícios variam de acordo com a instituição e perfil da comunidade atendida/ Foto: portal.mec.gov.br Investimento será de R$ 150 milhões. Agora os institutos federais e os centros federais de educação tecnológica terão repasses específicos para este tipo de programa.

A Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica receberá, em 2011, R$ 150 milhões para investimento em assistência estudantil. O recurso será repassado pelo Ministério da Educação (MEC). É a primeira vez que os institutos federais e os centros federais de educação tecnológica terão repasses específicos para aplicar em programas dessa natureza. Antes, a reserva de verbas era decidida internamente pelos membros da rede.

Os valores foram definidos proporcionalmente ao número de matrículas de cada unidade. O Nordeste terá a maior parte dos recursos. São mais de R$ 46 milhões investidos nos 11 institutos federais localizados na região. Entre os estados, Minas Gerais e Rio de Janeiro receberão juntos cerca de um quinto da verba, com R$ 13,8 milhões e R$ 14 milhões, respectivamente, o que totaliza R$ 27,8 milhões.

“Temos um cenário novo, com mais oportunidades a pessoas de baixa renda que, em alguns casos, saem de seus estados para estudar em uma instituição da rede”, ressalta a coordenadora de políticas da educação profissional do MEC, Caetana Juracy Rezende.

A assistência estudantil integra uma política da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do MEC que engloba uma série de ações, que vão desde o atendimento a necessidades básicas dos estudantes, como bolsas, auxílio-transporte, alojamento, alimentação, até acompanhamento pedagógico. Os benefícios, que variam de acordo com a instituição e perfil da comunidade atendida, combatem a evasão e melhoram as condições de ensino e desempenho em sala de aula.

Avaliação do professor será realizada todos os anos

Portaria normativa que institui a prova nacional de concurso para o ingresso na carreira docente foi publicada pelo Ministério da Educação (MEC) na última quinta-feira (3), no Diário Oficial da União. A prova será realizada uma vez por ano, de forma descentralizada, em todas as unidades da Federação. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) será o responsável pela coordenação e aplicação da prova, prevista para 2012.

A participação do professor é voluntária. O uso dos resultados para seleção de docentes pelas redes estaduais, municipais e do Distrito Federal se dará por adesão ao exame. A realização da prova nacional tem uma série de objetivos. Entre eles, subsidiar as redes públicas de educação na realização de concurso para admissão de docentes e conferir parâmetros de auto-avaliação aos participantes.

A regulamentação da prova nacional de avaliação de professores, segundo o MEC, resulta de um pacto celebrado por entidades ligadas à formação de docentes em conjunto com o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (Cnte) e o MEC.

A portaria também instituiu o comitê de governança, de caráter consultivo, vinculado ao Inep, que tem entre suas atribuições avaliar a matriz de referência da prova nacional, opinar sobre a periodicidade de atualização da matriz e sobre formas de adesão à prova.







        



Saudoso José Alencar



Terá início o processo seletivo para contratação de professores de Educação Física que atuarão no Programa Segundo tempo em Anápolis.

Será 1 vaga de coordenador pedagógico (edital aberto)

2 vagas de coordenador setorial (sairá em breve o edital)

48 vagas de coordenadores de núcleo (sairá em breve o edital)

O Segundo Tempo será mais uma ação que somará ao PROGRAMA ESPORTE PARA TODOS promovido pela Prefeitura de Anápolis através da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, desta vez com o importante apoio do Governo Federal através do Ministério do Esporte.

O interessado em concorrer a esta vaga que está com edital aberto deverá atender as seguintes exigências:

1. Ser brasileiro que preencha os requisitos estabelecidos em lei, assim como estrangeiro na forma da lei.

2. Possuir idade mínima completa de 18 anos.

3. Possuir formação em Bacharel em Esporte ou Licenciado/Bacharel em Educação Física.
4. Apresentar experiência comprovada em Gestão e Administração de Projetos Esportivo-Educacionais, emitida por uma instituição pública ou privada com reconhecida competência para desenvolver Projetos Esportivo-Educacionais.

5. Estar em dia com as obrigações da Justiça Eleitoral.

6. Apresentar o certificado de reservista ou de dispensa de incorporação no caso de brasileiro do sexo masculino.

7. Gozar de aptidão física e mental para o exercício das atribuições da função temporária, não sendo portador de deficiências incompatíveis com o exercício da função.

8. Apresentar a cópia simples da documentação comprobatória, acompanhada da original, da formação específica exigida para atuação na função temporária.


9. Cumprir com as determinações deste edital e demais requisitos da Lei Municipal nº 237, de 21 de dezembro de 2010.


DA VAGA, FUNÇÃO, CARGA HORÁRIA, REMUNERAÇÃO E DURAÇÃO DO CONTRATO

1. Será oferecida 1 (uma) vaga de coordenador pedagógico que atenderá o programa Segundo Tempo.

2. Carga horária semanal de 40h, desenvolvidas no turno matutino e vespertino.

3. A remuneração prevista para a função é de 2.400,00 (dois mil e quatrocentos reais) mensais.

4. A duração do contrato temporário será de 18 meses.

DAS INSCRIÇÕES

1. Será admitido o requerimento de inscrição somente no Ginásio Internacional Newton de Faria, situado na Av. José Lourenço Dias, s/n – Centro – Anápolis-GO, sala da Diretoria de Apoio Técnico, solicitada no período entre 08 horas do dia 15 de março de 2011 e 17 horas do dia 16 de março de 2011, observado o horário oficial de Brasília/DF. (ver edital)


2. Os candidatos deverão apresentar, no ato do requerimento de inscrição, os seguintes documentos:

2.1. Ficha de requerimento de inscrição com foto 3x4 (Anexo I).

2.2. Currículo resumido e padronizado de acordo com o Anexo II do Edital.

2.3. Cópia simples, acompanhada do original dos seguintes documentos: RG; CPF; diploma ou declaração de conclusão do curso superior de Educação Física, juntamente com demais títulos; Certificado/Declaração que comprove experiência em Gestão e Administração de Projetos Esportivo-Educacionais, emitida por uma instituição pública ou privada com reconhecida competência para desenvolver Projetos Esportivo-Educacionais; comprovante de endereço; comprovação de estar em dias com a justiça eleitoral; comprovação de regularidade ao serviço militar (homens).

4. Não haverá cobrança de taxa de inscrição.

OBS: O EDITAL NA INTEGRA E ANEXOS RELACIONADOS ENCONTRAM-SE DISPONÍVEIS NO SITE DA PREFEITURA MUNICIPAL www.anapolis.go.gov.br EDITAIS.


Muitoooo lindos!!!