sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

"A maior parte das coisas importantes no mundo foram realizadas por pessoas que continuaram tentando quando parecia não haver esperança de modo algum." (Dale Carnegie)

Doação Região Serrana


Link para doações:


Menos depois de um ano da tragedia do Morro do Bumba, Terezopolis, Petropolis , o Rio de Janeiro sofre com as chuvas...mais de 400 mortos.


Fernanda, muito ungida ,
 um instrumento de Deus na vida de muitos.

"A vida está repleta de miséria, solidão e sofrimento -- e ela ainda acaba rápido demais." [ Woody Allen ]



Bring Your Racquet

Tennis Basics for Kids

Steven White
Steven White brings twenty-five years of tennis teaching experience to focus on the fundamentals of the game for the young, the beginning, and the improving player. The book allows young readers to learn the basic strokes of tennis from easy-to-follow text, written with a combination of simple and more complex sentences and carefully introducing new vocabulary. The Manga characters not only provide an interesting looking book but the figures illustrate the various strokes and positions the author is describing.


This book is a must for the many children who want to learn the fundamentals of the game and those who are constantly striving to improve their game.


This book could easily be used as a training manual for someone trying to teach tennis those people who are good tennis players who would like to teach tennis to their kids, but can't put what they know into words. Also, it would be a great book for adult beginners who are participating in a beginner level instruction course. It could be used as a "text book".
--Michael Gardner, Tennis Pro, Carlisle, Massachusets


Bring Your Racquet is a resource that any parent or beginning/intermediate player can refer to when they are not on the court with their Pro. Some Pros instruction may differ slightly from the information in the book. None of us teach exactly the same, but 99% of the book is the information that Pros impart to their beginning and intermediate students.
--Dick Hatfield, Director of Tennis at Newman Tennis Center, United States Professional Tennis Association



Acesse o link:

Bring Your Racquet - tennis Basic for Kids
Steven White Steven traz - Os seus Fundamentos de Tênis de Raquete para Crianças  -em vinte e cinco anos do tênis que ensina a experiência de concentrar-se no fundamentais do jogo do jovem, o começo, e o jogador que melhora. O livro permite que leitores jovens aprendam os golpes básicos do tênis do texto compreensível, escrito com uma combinação de orações simples e mais complexas e cuidadosamente introdução de novo vocabulário. Os caracteres  não só fornecem um livro interessante para quem ler mas as figuras ilustram vários golpes e posiciona o autor está descrevendo. 


 Este livro é dever de muitas crianças que querem aprender o fundamentais do jogo e aqueles que se estão esforçando constantemente por melhorar o seu jogo. 

 O pode ser facilmente usado como um manual de treinamento para alguém que tenta ensinar a tênis para pessoas que são bons jogadores de tênis e que gostariam de ensinar o tênis às suas crianças, mas não podem pôr o que eles sabem em palavras. Também, ele seria um grande livro de principiantes adultos que estão participando em um curso de instrução de nível de principiante. Pode ser usado como "um livro de texto". 
 - Michael Gardner, Tênis Pro, Carlisle, Massachusets Trazem A sua Raquete é um recurso que qualquer pai ou o jogador de começo/intermediário podem enviar a quando eles não estão no tribunal com o seu Pro. Alguma instrução  pode diferenciar-se ligeiramente da informação no livro.
Nenhum de nós ensina exatamente o mesmo, mas 99 % do livro são informações que  comunicam ao seu começo com estudantes intermediários. 
 - Dick Hatfield, Diretor de Tênis em Centro de Tênis Newman, Associação de Tênis Profissional dos Estados Unidos

...Eu achei lindo isso...

Talvez eu venha a envelhecer rápido demais. Mas lutarei para que cada dia tenha valido a pena. Talvez eu sofra inúmeras desilusões no decorrer de minha vida. Mas farei que elas percam a importância diante dos gestos de amor que encontrei.


Talvez eu não tenha forças para realizar todos os meus ideais. Mas jamais irei me considerar um derrotado. Talvez em algum instante eu sofra uma terrível queda. Mas não ficarei por muito tempo olhando para o chão.

Talvez um dia o sol deixe de brilhar. Então irei me banhar na chuva. Talvez um dia eu sofra alguma injustiça. Mas jamais assumirei o papel de vítima. Talvez eu tenha que enfrentar alguns inimigos. Mas terei humildade para aceitar as mãos que se estenderem em minha direção. Talvez numa dessas noites frias, eu derrame muitas lágrimas. Mas não terei vergonha por esse gesto.


Talvez eu seja enganado inúmeras vezes. Mas não deixarei de acreditar que em algum lugar alguém merece a minha confiança. Talvez com o tempo eu perceba que cometi grandes erros. Mas não desistirei de continuar trilhando meu caminho.

Talvez eu perca grandes amizades. Mas irei aprender que aqueles que realmente são meus verdadeiros amigos nunca estarão perdidos. Talvez algumas pessoas queiram o meu mal. Mas continuarei plantando a semente da fraternidade por onde passar.

Talvez eu fique triste ao concluir que não consigo seguir o ritmo da música. Mas então, farei que a música siga o compasso dos meus passos. Talvez eu nunca consiga enxergar um arco-íris. Mas aprenderei a desenhar um, nem que seja dentro do meu coração.


Talvez hoje eu me sinta fraco. Mas amanhã irei recomeçar, nem que seja de uma maneira diferente. Talvez eu não aprenda todas as lições necessárias. Mas terei a consciência que os verdadeiros ensinamentos já estão gravados em minha alma.


Talvez eu me deprima por não ser capaz de saber a letra daquela música. Mas ficarei feliz com as outras capacidades que possuo. Talvez eu não tenha motivos para grandes comemorações. Mas não deixarei de me alegrar com as pequenas conquistas.


Talvez a vontade de abandonar tudo torne-se a minha companheira. Mas ao invés de fugir, correrei atrás do que almejo. Talvez eu não seja exatamente quem gostaria de ser. Mas passarei a admirar quem sou.


Porque no final saberei que, mesmo com incontáveis dúvidas, eu sou capaz de construir uma vida melhor. E se ainda não me convenci disso, é porque "ainda não chegou o fim".

Porque no final não haverá nenhum "talvez" e sim a certeza
de que a minha vida valeu a pena e eu fiz o melhor que podia.


"Você ganha força, coragem e confiança a cada experiência em que você enfrenta o medo. você tem que fazer exatamente aquilo que acha que não consegue." ( Eleanor Roosevelt )