quarta-feira, 31 de agosto de 2011

"Os momentos de crise suscitam um redobrar de vida nos homens." [ François René ]





Economize com Telefone Fixo!

Fale à Vontade em Ligações Locais e Interurbanas Nacionais

Quero meu Livre Embratel!
Veja abaixo as vantagens exclusicas do Livre Embratel
Vantagens Livre Embratel.

Fale à vontade por R$ 39,90 - Ligações Locais e interurbanas para fixo sem limites - Secretária eletrônica - Chamada em espera - Consulta de saldo

Você não paga assinatura e ainda liga de Fixo para Celular com as Tarifas mais baratas do Brasil. Contrate o Plano Fale á Vontade e reduza ao mínimo sua conta mensal de telefone fixo.

Uma amiga minha postou isso ha algumas semanas, gente e pura verdade!



Esta é uma historinha de terror que se repete ano após ano, por séculos.

 Relações vampirescas: o morcegão surge com uma carinha de fome e cansaço,

 como se não tivesse dormido a noite toda, e você se oferece para uma conversa, 

um abraço, uma força...Aí ele se revitaliza e bate as asinhas !

Até que começam a sugar você, sugam todinho o seu amor, sua confiança, sua

 tolerância, sua fé, seu tempo, suas ilusões. Vampiros deixam você murchinha,

 chupam até a última gota. Um belo dia você descobre que nunca recebeu nada

 em troca, que amou pelos dois, que foi sempre um ombro amigo, que sempre

 esteve à disposição, e sofreu tão solitariamente que hoje se encontra aí, mais 

carniça do que carne.


Vampiros tratam você muito bem, têm muita cultura, presença de espírito e

 conhecimento da vida. Você fica certo que conheceu uma pessoa especial.

 Custa a se dar conta de que eles são vampiros, parecem gente.


125º aniversário de Tarsila do Amaral


“Adoro a vida e sou fã dela, vou com ela até os 100″

Tarsila do Amaral – 1886 – 1973

Saber com exatidão a data de nascimento de Tarsila não foi uma tarefa fácil, pois durante toda a sua vida – ela simplesmente escondeu sua idade e todas as referências que nos permitissem identificar o momento de seu despertar para o mundo. Informação essa que foi revelada por uma carta escrita por sua mãe, datada do dia 1º de setembro de 1927 que dizia:
“Neste glorioso dia em que nasceu a maior pintora brasileira, de uma criatura tão humilde como eu, rendo graças ao nosso bom Deus por ter-se dignado encher-te de seus dons, fazendo de ti uma verdadeira maravilha em beleza física e moral, em inteligência inigualável, pois que Deus cumulou-te de perfeições, não se esquecendo de fazer-te a melhor das filhas, eu te abençoo, eu e teu pai, neste dia em que nasceste. Abraço-te e beijo-te com todo o amor maternal. Sua mãe Lydia”. 


Chapeu AzulChapéu Azul - Esta tela foi realizada depois de Tarsila frequentar o ateliê de Emile Renard. As telas dessa época possuem uma grande suavidade e uma atmosfera lírica.
Auto-retratoAuto-retrato ou Manteau Rouge - Em Paris, Tarsila foi a um jantar em homenagem a Santos Dumont com esta maravilhosa capa (Manteau Rouge, em francês, significa casaco, manto vermelho). Além de linda, usava roupas muito elegantes e exóticas, e sua presença era marcante em todos os lugares que freqüentava. Depois desse jantar, pintou este maravilhoso auto-retrato.
A NegraA Negra - Esta tela foi pintada por Tarsila em Paris, enquanto tomava aulas com Fernand Léger. A tela o impressionou tanto que ele a mostrou para todos os seus alunos, dizendo que se tratava de um trabalho excepcional. Em A Negra temos elementos cubistas no fundo da tela e ela também é considerada antecessora da Antropofagia na pintura de Tarsila. Essa negra de seios grandes, fez parte da infância de Tarsila, pois seu pai era um grande fazendeiro, e as negras, geralmente filhas de escravos, eram as amas-secas, espécies de babás que cuidavam das crianças.
EFCBEFCB (Estação de Ferro Central do Brasil) - Este quadro foi pintado depois da viagem a Minas Gerais com o grupo modernista. Foi então que Tarsila começou a pintura intitulada Pau-Brasil, com temas e cores bem brasileiros. Esta tela foi pintada para participar da exposição-conferência sobre modernismo do poeta Blaise Cendrars realizada em São Paulo, em junho de 1924.
Carnaval em MadureiraCarnaval em Madureira - Tarsila veio de Paris e passou o carnaval de 1924 no Rio de Janeiro. É curioso ver que ela colocou a famosa Torre Eiffel no meio da favela carioca.
A CucaA Cuca - Tarsila pintou este quadro no começo de 1924 e escreveu à sua filha dizendo que estava fazendo uns quadros "bem brasileiros", e a descreveu como "um bicho esquisito, no meio do mato, com um sapo, um tatu, e outro bicho inventado". Este quadro é também considerado um prenúncio da Antropofagia na obra de Tarsila e foi doado por ela ao Museu de Grenoble na França.
O PescadorO Pescador - Este quadro tem um colorido excepcional e trata de um tema bem brasileiro: um pescador num lago em meio a uma pequena vila com casinhas e vegetação típica. Este quadro foi exposto em Moscou, na Rússia em 1931 e foi comprado pelo governo russo.

Religião BrasileiraReligião Brasileira - Certa vez Tarsila chegou de viagem da Europa, desembarcou no porto de Santos e foi comprar doces caseiros em uma casinha bem simples de pescadores. Ao entrar observou um pequeno altar com vários santinhos, enfeitados por vasinhos e flores de papel crepom. Achou aquilo tão pitoresco e pintou esta maravilhosa tela.
ManacáManacá - Linda tela, com um colorido forte. Esta flor é representada por Tarsila de uma maneira particular, bem típica da obra dela.
AbaporuAbaporu - Este é o quadro mais importante já produzido no Brasil. Tarsila pintou um quadro para dar de presente para o escritor Oswald de Andrade, seu marido na época. Quando viu a tela, assustou-se e chamou seu amigo, o também escritor Raul Bopp. Ficaram olhando aquela figura estranha e acharam que ela representava algo de excepcional. Tarsila lembrou-se então de seu dicionário tupi-guarani e batizaram o quadro como Abaporu (o homem que come). Foi aí que Oswald escreveu o Manifesto Antropófago e criaram o Movimento Antropofágico, com a intenção de "deglutir" a cultura européia e transformá-la em algo bem brasileiro. Este Movimento, apesar de radical, foi muito importante para a arte brasileira e significou uma síntese do Movimento Modernista brasileiro, que queria modernizar a nossa cultura, mas de um modo bem brasileiro. O "Abaporu" foi a tela mais cara vendida até hoje no Brasil, alcançando o valor de US$1.500.000. Foi comprada pelo colecionador argentino Eduardo Costantini.
O LagoO Lago - Maravilhosa tela da fase Antropofágica, com o colorido e o tema tão típicos de Tarsila. Seu sobrinho Sérgio comprou a tela e permaneceu com ela por muitos anos.
O Ovo ou UrutuO Ovo ou Urutu - Nesta tela temos símbolos muito importantes da Antropofagia. A cobra grande é um bicho que assusta e tem um poder de "deglutição". A partir daí, o ovo é uma gênese, o nascimento de algo novo e esta era a proposta da Antropofagia. Esta tela pertence ao importante acervo de Gilberto Chateaubriand e está sempre sendo exibida em grandes exposições.
A LuaA Lua - Este quadro era o preferido de Oswald de Andrade, seu marido quando pintou a tela. Ele conservou o quadro até sua morte (mesmo já separado de Tarsila).
Cartão PostalCartão Postal - Vemos a lindíssima cidade do Rio de Janeiro nesta tela, que é o maior Cartão Postal do Brasil. O macaco é um bicho Antropofágico de Tarsila que compõe a tela.
AntropofagiaAntropofagia - Nesta tela temos a junção do "Abaporu" com "A Negra". Este aparece invertido em relação ao quadro original. Trata-se de uma das telas mais significativas de Tarsila e o colecionador Eduardo Costantini, dono do "Abaporu", está muito interessado no quadro e já ofereceu uma soma muito alta por ele (que foi recusada pelos atuais donos).



quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Tendemos a ver cada problema como se ele fosse uma luta entre dois lados. Vemos isso nas manchetes que estão sempre usando metáforas para a guerra. É uma atmosfera geral de hostilidade e disputa que tomou conta do nosso discurso público." [ Deborah Tannen ]


Film Festival of Miami

Este ano o Festival de Cinema Brasileiro de Miami comemora o seu 15o Aniversário, e para celebrar este marco, foi organizada uma programação especial para o evento deste ano que comecou desde o dia 19/08 e ira ate o dia 27/08.

O Festival,  parte do calendário oficial de eventos das cidades de Miami e Miami Beach.

O Screenings Competitivo esta sendo realizado mais uma vez no teatre Colone  e apresentará filmes que competem pelo Prêmio "Lente Cristal", ( prêmio  de maior prestígio no cinema brasileiro fora do país).  

A Noite Final terá o anúncio do vencedor do Prêmio  Lente Cristal , pelo jornalista Arnaldo Jabor.
O Festival,  parte do calendário oficial de eventos das cidades de Miami e  Miami Beach, e, é reconhecido pela ANCINE, pelo Ministério de Cultura,  Secretaria Audiovisual e governos locais como um negócio eficaz na plataforma da comunicação entre companhias e profissionais do setor audiovisual.

Vale a pena conferir! 

O cinema brasileiro cresce a cada dia , em meio as criticas quando comparado a obras cinematograficas no mercado internacional.
Vale lembrar que o mercado americano investe 999% a mais em obras cinematograficas do que o Brasil, entao devemos parabenizar o governo Federal que atraves do Ministerio da Cultura tem dado suporte a eventos como este. Alem da Petrobras, Inffinito, Ancine, BNDES e demais instituicoes.

Entrevista com o homenageado deste ano Arnaldo Jabor.




Entrevista Fernando Meirelles 2º Brazilian Film Festival deLondon

(entrevista interessantissima)








-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Jose Serra; Jose Serra Endereco eletronico

Como foi noticiado, o deputado Henrique Fontana, líder do governo na Câmara, apresentou um projeto de lei que lida, entre outras coisas, com o sistema eleitoral brasileiro. Farei em seguida alguns comentários, sem pretender abordar todos os tópicos.
Em termos de financiamento de campanha, Fontana propõe a criação de um Fundo de Financiamento das Campanhas Eleitorais (FFCE), a ser constituído por recursos do orçamento da União e por doações de pessoas físicas e jurídicas. O Fundo seria a única fonte admitida para financiamento de campanhas, ficando vedadas doações diretas de pessoas e empresas a candidatos. Apenas doações ao Fundo podem ser feitas, sem especificar o seu destino final. A distribuição do recurso do Fundo entre os partidos, cargos e circunscrições se dá conforme critérios de proporcionalidade previstos na lei (exemplo no caso de eleições presidenciais: 80% de acordo com proporção de votos obtidos pelo partido na eleição para a Câmara na eleição anterior, 15% igualmente entre os partidos com representantes na Câmara, 5% igualmente entre todos os partidos).
O projeto, é importante ressaltar, concentra totalmente nas direções partidárias o poder de decisão sobre alocação de recursos recebidos do Fundo para cada circunscrição. Ou seja, como o candidato estará, ele mesmo, impedido de captar recursos para sua campanha, a direção do partido terá em suas mãos, na prática, o poder de decidir quem se elegerá ou não — afinal, o partido decidirá não apenas a sua posição na lista partidária como o volume de recursos de que cada candidato poderá dispor. Diga-se que prever doações do setor privado a um fundo de campanha, sem qualquer direcionamento partidário ou a candidatos, chega a ser delirante.
Acrescente-se que o projeto tem um enorme viés pró-PT e PMDB, pois os recursos do Fundo, sejam eles orçamentários ou de doações, serão destinados em maior volume a ambos, como partidos (atualmente) mais votados nas proporcionais — nessa condição, terão enorme vantagem de partida. Além de casuística, essa é uma medida antidemocrática, pois as preferências dos eleitores podem mudar muito em quatro anos, e isso não estará refletido nos recursos disponíveis para cada partido na eleição, um evidente déficit de “accountability” do sistema.
Em relação às eleições proporcionais, Fontana prevê que o eleitor vote duas vezes. No primeiro voto, de legenda, o eleitor escolhe a lista preordenada do partido de sua preferência. No segundo, vota diretamente no candidato, sem vinculação obrigatória com a legenda escolhida no primeiro. Ou seja, pode votar no PSOL e num candidato, digamos, do PR!  Numa nice.
O quociente eleitoral será calculado somando-se os votos na lista do partido com os votos nominais dos seus candidatos. O preenchimento das vagas se dará de forma alternada, da seguinte maneira: a primeira vaga do partido será preenchida pelo candidato com mais votos nominais; a segunda, pelo primeiro nome da lista preordenada; a terceira, pelo segundo candidato com mais votos nominais; a quarta, pelo segundo nome da lista… E assim por diante. No caso do próximo candidato da lista preordenada já ter sido contemplado com vaga pelo critério nominal, passa-se ao próximo da lista (e vice-versa).
Há ainda a exigência de que a lista preordenada tenha pelo menos um terço de suas vagas ocupadas por mulheres, de forma alternada, ou seja, a cada três posições da lista, pelo menos uma deve ser ocupada por uma mulher.
Fica claro que, se o eleitor já entende pouco o sistema atual, não há a menor chance de que ele compreenda este novo critério. Por conta das vagas reservadas à lista, o número de candidatos bem votados que não se elegerão aumentará nesse sistema em relação ao atual, o que certamente gerará grande consternação ao eleitor, que hoje já tem dificuldade de entender o critério do quociente eleitoral. Que dizer então da possibilidade de se votar na legenda de um partido e no candidato de outro? Ao invés de favorecer o comportamento racional do eleitor, esse sistema só aumenta a confusão.
As supostas vantagens do sistema de lista fechada — simplicidade para  o eleitor, barateamento das campanhas, debate “programático” entre partidos — não podem nem remotamente ser atribuídas a esse verdadeiro samba-do-petista-doido. Afinal, o sistema proposto pelo relator é muito mais complexo e opaco do que o atual e não altera em nada o custo das campanhas. Aos defeitos do sistema que hoje prevalece , ele apenas acrescenta outros, em especial: falta de transparência para o eleitor; estímulo à incoerência do voto; controle absoluto das máquinas partidárias sobre as chances de sucesso dos candidatos.




sexta-feira, 19 de agosto de 2011











    
CONGRESS ANNOUNCEMENT
The 12th World Congress of the Society for Tennis Medicine and Science

The 12th World Congress of the Society for Tennis Medicine and Science will be organized for the first time by the FFT (Fédération Française de Tennis) and will be held in Paris on November 10-12-2011 during the Paris-Bercy Tennis Open.
The high level scientific program provided by the Organizing Committee, during interactive sessions, will cover both tennis-related pathology and the health benefits of regular physical activity through out life. Practical workshops will also be available to discover new techniques and novative equipment.
Online registration (Paypal).
Congress Secretariat : Covos Baxon214-234 Allée du FORUM - 92100 BOULOGNE
Tel:                         00 33 (0)1 55 20 23 83 begin_of_the_skype_highlighting            00 33 (0)1 55 20 23 83      end_of_the_skype_highlighting            . Fax:00 33 (0)1 55 20 23 93      
Information, Housing and Registration
Catherine Melin
 Tel:                         00 33 (0)1 55 20 23 71 begin_of_the_skype_highlighting            00 33 (0)1 55 20 23 71      end_of_the_skype_highlighting            
info@tennis-medicine-congress-2011.com
Organization, Sponsoring and Partnership
Dr Patrick Espinosa Tel:                         00 33 (0)1 55 20 23 83 begin_of_the_skype_highlighting            00 33 (0)1 55 20 23 83      end_of_the_skype_highlighting            
scientificprogram@tennis-medicine-congress-2011.com
Congress Venue :
Stade Roland GARROS, 2 Avenue Gordon-Bennett, 75016 Paris, France

Online registration:
http://www.tennis-medicine-congress-2011.com



Roland GARROS

MAIN TOPICS
SESSION 1 Shoulder
SESSION 2 Knee, ankle, foot
SESSION 3 Spine
SESSION 4 Hip
SESSION 5 Elbow
SESSION 6 The women
SESSION 7 Sports medicine and physiology
SESSION 8 Cardiovascular
SESSION 9 Muscle and tendon
SESSION 10 Children .





Patty Ascher



The Brazilian Endowment for the Arts Film Society, in association with the Music Department, is honored to feature an artist of the caliber of Patty Ascher.

Brilliantly talented Brazilian singer, Patty Ascher, will make a special appearance at the Brazilian Endowment for the Arts in New York on Thursday 25th August, 2011, at 7pm.

This is a rare opportunity to hear one of the freshest voices in Brazil. A Sao Paulo native, Patty sings jazz and bossa nova with seductive charm.

You'll recognize the songs but be surprised at Patty's distinctive signature to each one. Not only does she have a captivating voice, Patty is known for her amazing performances.

Time
Thursday, August 25 · 7:00pm - 10:00pm

Location
The Brazilian Endowment for the Arts

Created By