quarta-feira, 9 de junho de 2010

"Toda a história do mundo se resume no fato de que quando as nações são fortes nem sempre são justas, e quando elas querem ser justas não são suficientemente fortes. " [ Winston Churchill ]

I.R.E.O - International Renwable Energy Organization

Mission Statement
IREO aims to contribute to the global battle against the environmental challenges posed by the development of human civilization through the implementation of pilot projects designed to educate, promote and expand the use of renewable energies around the globe.


Vision
IREO's vision is to build long-term partnerships with communities, governments, the United Nations, private sector, NGOs, IGO's, academia and think tanks in order to bring sustainability to communities while creating a better and cleaner world.





Acreditamos que a energia nuclear deve ser um intrumento para promoção para promoção de desenvolvimento, não uma ameaça.



Durante discurso por ocasião da abertura do III Fórum da Aliança de Civilizações, nesta sexta-feira (28/5), no Museu de Arte Moderna (MAM), no Rio, o presidente Lula enfatizou que “a energia nuclear deve ser um instrumento para a promoção do desenvolvimento, não uma ameaça”. Segundo ele, “são absurdas as teses sobre uma suposta fratura de civilização no mundo, que conduziria inexoravelmente a conflitos. Essas teorias são criminosas quando utilizadas como pretexto para ações bélicas ditas “preventivas””.

O Brasil aposta no entendimento, que faz calar as armas. Investe na esperança, que supera o medo. Faz da democracia política, econômica e social sua única arma. Minha experiência como líder sindical ensinou-me que posições inflexíveis só ajudam a confrontação e afastam a possibilidade de soluções de paz, que as maiorias aspiram. Com esses princípios viajei a Tel Aviv e Ramalá buscando paz. Com esse propósito o primeiro-ministro Erdogan [Turquia]e eu fomos a Teerã buscar, com o presidente Ahmadinejad, uma solução negociada para um conflito que ameaça muito mais do que a estabilidade de uma região importante do planeta.

Assistência Humanitária no Haiti


Terremoto é tragédia para povo haitiano, diz embaixadora do Brasil na ONU

Embaixadora do Brasil junto às Nações Unidas, Maria Luiza Ribeiro Viotti afirmou que recebeu a informação de pelo menos 10 mortes de militares brasileiros que atuam na Missão da ONU no país.

Maria Luiza Ribeiro Viotti
Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

A embaixadora do Brasil junto às Nações Unidas, Maria Luiza Ribeiro Viotti, disse nesta quarta-feira que está profundamente consternada sobre a situação no Haiti.

Ela afirmou que recebeu a informação de pelo menos 10 mortes de militares brasileiros que atuam na Missão da ONU no país, Minustah, além de feridos e desaparecidos.

Esperanças

Maria Luiza Ribeiro Viotti disse que tem esperanças de que o Vice-Representante Especial do Secretário-Geral no Haiti, o brasileiro Luiz Carlos da Costa, seja encontrado com vida.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que ele ainda não foi localizado. O prédio da Minustah na capital Porto Príncipe desabou após o abalo.

A embaixadora ressaltou que militares brasileiros continuam ajudando nas operações de resgate.

"O nosso grande interesse agora é em apoiar os esforços de resgate para salvar vidas e em seguida participar de todo o esforço que está sendo feito de mobilização de assistência humanitária", afirmou.

Ministro

Ela afirmou que o Ministro da Defesa do Brasil, Nelson Jobim, já está a caminho do Haiti.

Ribeiro Viotti afirmou que a prioridade é salvar vidas e socorrer feridos.

A embaixadora disse que o papel dos militares brasileiros no auxílio às operações de resgate é muito importante, principalmente a equipe de engenheiros que pode auxiliar com equipamentos de retirada de escombros. Ela classificou o terremoto como uma tragédia para o povo haitiano.

                                              ____________________________

                      Federação Goiana De Tênis
                Projeto Centro de Excelência do Tênis




"Não adianta dizer: Estamos fazendo o melhor que podemos. Temos que conseguir o que quer que seja necessário."
[ Winston Churchill ]