quarta-feira, 20 de outubro de 2010

O que é Sustentabilidade Ambiental?


If you watch TV, open a newspaper or read news online, you probably hear a lot of back and forth every day about the economy and its impact on the job market.

It can be tough to filter out the noise and get a clear understanding of what’s really going on. I thought it would be helpful to take a look at where our economy has been over the past three years and what President Obama and his Administration have done to help dig us out of the pretty massive hole we were in when he first came into office.

So, we’ve put together this short video.




Here’s the bottom line: when President Obama came into office in January of 2009, we were in the middle of the worst economic crisis this country has seen since the Great Depression. Through the Recovery Act, tax credits for working families and small businesses, and investments in the industries of the future, we are getting back on the right track. We went from losing nearly 800,000 jobs in a single month as the President came into office to our ninth straight month of private sector job growth last month.

We still have a lot of work to do. Times are still tough for millions of Americans who are out of work, and we’re not going to rest until those folks can find a job.

If you have questions about what’s happening with our economy or about what this Administration is doing to turn it around, I’m happy to answer them.

http://www.whitehouse.gov/tuesday-talk




"Muita gente  pergunta: "Pôxa, quando vocês vão publicar a Proposta Serra?" Nós optamos por não fazer isso até agora. A alternativa foi: o Serra está fazendo as propostas. Ela não foi publicada ainda num texto único, porque exatamente essa colaboração ia matar isso. Se você publica um mês atrás, como é que nós continuaríamos o nosso trabalho? Vocês, participantes, foram andando por conta própria, mas nós fomos acompanhando as discussões e isso ajudava a minha equipe a sinalizar para a área de comunicação, para a área de campanha, o que estava acontecendo. De tal forma que nós aproveitamos demais as propostas feitas aqui. Eu quero valorizar, agradecer, e dizer que nós vamos continuar. O Serra vai vencer as eleições e, talvez com outro nome de... Governo Serra, por exemplo, a plataforma vai continuar aberta para essa participação lá no Governo. Isso significa radicalizar a democracia. Utilizar os instrumentos modernos para superar a democracia tradicional e encontrar novas formas de participação política das pessoas."

http://www.propostaserra.com.br/

Fonte proposta Serra



Jornalista denuncia censura e pede demissão .

O jornalista Paulo Beringhs, apresentador de um programa  na TV Brasil Central --mantida pelo governo de Goiás--, declarou que estava sendo censurado pelo governador Alcides Rodrigues (PP).A mando de Jorcelino Braga (Iris Rezende), a TBC que é emissora do Estado de Goiás, decidiu censurar o Jornalista Paulo Beringhs, impedindo-o de levar o candidato do PSDB Marconi Perillo ao seu programa.

E bom lembrar que o espaço foi aberto também para o candidato Iris Rezende, que recusou a sua ida ao programa.
"Se você levar o Marconi ao seu programa, seu programa não irá ao ar", palavras da diretoria da Agecom (Agência Goiana de Comunicação), comandada pelo Alcides Rodrigues.
 A declaração foi feita ao vivo, durante a transmissão do Jornal "Brasil Central", na noite de quarta-feira (20/10).



                                 
                  ------------------------------------------------




O que é  Sustentabilidade Ambiental?

Uma pergunta assalta e perturba muitos cidadãos conscientes, autoridades preocupadas com a situação do meio ambiente e as organizações que militam na área: Como garantir a sustentabilidade ambiental nas grandes cidades?


A resposta a essa pergunta atinge um caráter de urgência quando percebemos claramente os sinais de degradação e constatamos que o planeta sente, como nunca, o impacto do peso da vida humana e das ações predatórias longamente praticadas por nós. Manter as bases da economia e o estilo de vida das populações urbanas nos níveis atuais; onde o consumismo desenfreado e o descarte de grandes quantidades de materiais tóxicos e lixo é praticamente a ordem reinante e a lógica por trás de quaisquer ações humanas. Cedo ou tarde, os impactos desse modo de vida se tornarão irreversíveis e populações inteiras sentirão a mão pesada da natureza sobre suas vidas. Vencer as resistências locais e as políticas tradicionalmente aceitas como verdades absolutas; é a missão do novo pensamento que deve se espalhar e dominar as mentes e os corações dos “novos políticos” e do “novo cidadão”.


A grande realidade; é que para garantir a sustentabilidade ambiental nas grandes cidades, devemos praticamente abandonar o modo de vida que experimentamos até hoje e criar devida consciência nas massas e na classe dirigente de que a exploração desenfreada do meio ambiente só levará a destruição do planeta. Num sistema insustentável de produção, os recursos naturais planetários seriam exauridos muito rapidamente e proporcionariam problemas gravíssimos que seriam sentidos com um impacto devastados nos grandes aglomerados urbanos.


Fazer com que a aplicação de políticas garantidoras da sustentabilidade ambiental nas grandes cidades, representa uma realidade em que se leva em consideração à capacidade de reposição que o planeta tem de seus recursos e, ao mesmo tempo, manter medidas que permitam uma maior justiça social. As mudanças que já foram sentidas devem ser estimuladas e seus reflexos plenamente positivos em uma escala pequena; devem servir de exemplo para que nações e governos menores comecem a implementá-las e a sentir seus reflexos cada vez mais intensamente. Conseguir alterar as relações de consumo e educar a população para o real significado das políticas de conservação do meio ambiente pode ser a única forma de garantir a sustentabilidade ambiental de forma efetiva e com resultados em médio e longo prazo.


Fazer com que nossas populações questionem o seu modo de vida e fazê-las entender que se os recursos do planeta não tiverem “a oportunidade” de renovarem-se e de sustentarem-se sob a pressão de uma demanda constante de consumo exacerbado, a vida no planeta como a conhecemos acabará de forma dramática e somente através desse processo de conscientização poderemos garantir a sustentabilidade ambiental. O colapso das grandes cidades e os conflitos sociais e entre países serão inevitáveis e de proporções apocalípticas. Sendo os “vitoriosos” sobreviventes herdeiros de uma terra exaurida e devastada; incapaz de sustentar a vida e inútil para qualquer um de nós; ricos ou pobres.


Um dado estatístico pode colaborar muito bem essas relações problemáticas e perigosas entre populações urbanas e recursos naturais. Basta saber que para sustentar apenas um quarto da população mundial que habita nos países ricos, são necessários três quartos de todos os recursos naturais do planeta. Por essa simples constatação; pode-se perceber claramente que será impossível fornecer os recursos necessários para que todos os seres humanos possam atingir um padrão de vida razoável no ritmo de consumo atual. Somente com o desenvolvimento sustentável será possível garantir a sustentabilidade ambiental e com isso podermos reverter nossa atual situação. Pense nisso.

 


Links: http://www.ecologiaurbana.com.br/sustentabilidade/a-sustentabilidade-e-o-principio-dos-rs/
Como Garantir a Sustentabilidade Ambiental?
http://www.ecologiaurbana.com.br/sustentabilidade/o-que-e-sustentabilidade/
http://www.ecologiaurbana.com.br/sustentabilidade/como-aplicar-a-sustentabilidade-em-casa/
http://www.ecologiaurbana.com.br/sustentabilidade/sustentabilidade-interesses-grandes-corporacoes/

Fonte: Ecologia Urbana

O Caminho para uma Sociedade Sustentável

Pensão Alimenticia:
Veja o link:
http://papodehomem.com.br/execuo-de-penso-alimentcia-tudo-que-voc-precisa-saber/

 "Toda a doutrina social que visa destruir a família é má, e para mais inaplicável. Quando se decompõe uma sociedade, o que se acha como resíduo final não é o indivíduo mas sim a família." ( Victor Hugo )




Nenhum comentário:

Postar um comentário